Arquivos do Mês: junho 2013

Casar fora da cidade

Quando se fala em comemorações e celebrações de casamento, nota-se que, cada vez mais, as pessoas estão quebrando algumas tradições. O ensaio fotográfico, a valsa de casamento e o horário da cerimônia são alguns exemplos de coisas que estão sendo mudadas.

Atualmente, vem surgindo outra moda na área dos casamentos: casar fora da cidade. Isso pode ser uma coisa muito interessante e ter resultados muito positivos, tanto para os convidados, como para os noivos.

A melhor vantagem de casar em outra cidade é o fato de poder, ao mesmo tempo, realizar a cerimônia de casamento e conhecer um lugar novo. Além disso, mesmo que o lugar não seja novo para o casal, é uma ótima ideia passar a data mais especial de suas vidas no lugar que mais gostam, seja ou não na cidade onde moram.

Casar fora – questões a serem consideradas

Casar Fora

Número de convidados, transporte, hospedagem e divisão de custos são alguns dos itens a serem considerados quando essa possibilidade é cogitada.

O casamento fora de casa não precisa, por obrigação, ser uma cerimônia para poucos convidados. Porém, dependendo do lugar escolhido, o transporte pode não ser tarefa fácil para algumas das pessoas convidadas. Levando isso em conta, pode-se dizer que a chance de todos conseguirem comparecer é maior quando a lista é mais reduzida.

Quanto aos custos, é comum que as famílias e até os próprios noivos dividam as despesas do casamento, incluindo todas as partes que o envolvem. Geralmente, a família da noiva paga o transporte até a igreja e o noivo paga o transporte para o local onde será a lua de mel. Nesse caso, em especial, os custos do hotel e da viagem podem ser divididos entre as famílias ou entre os noivos.

Dependendo de onde os noivos forem casar, pode ser indelicado não ajudar os convidados com nada nos custos. Pagar uma noite no hotel, por exemplo, já é uma grande ajudar, além de ser algo mais fácil quando é uma ocasião com poucos convidados.

Deixe um comentário
Compartilhe:
Categorias: Dicas, Dicas de Casamento

Harmonia entre os lustres e os arranjos

Caprichando na decoração

Ao contrário do que muita gente pensa, decorar um estabelecimento está longe de ser uma tarefa fácil. A pessoa que fica responsável pela tarefa precisa ter um ótimo senso de organização dos elementos, além de possuir noções de harmonia e equilíbrio entre os objetos.

Para aqueles que gostam de uma decoração exclusiva e luxuosa, os arranjos de flores e os lustres sempre estão presentes em alguma parte da casa, juntos ou separados.

Se a intenção for juntar os dois elementos, criando uma harmonia bela e interessante, o bom senso e o entendimento são indispensáveis na tarefa.

 

Lustres e flores na decoraçãoComo usar os lustres e os arranjos na decoração

Antes de colocar a decoração para funcionar, é preciso levar em conta um item fundamental: tamanho. O tamanho do lustre interfere, assim como o tamanho do arranjo. A altura do teto e as medidas da mesa também são considerações importantes a serem feitas.

Deve-se considerar a proporção como o fator principal. Em grandes salas, com tetos altos e grandes mesas, vale a pena investir em lustres e arranjos grandes. Nesse caso, uma mesa retangular pode conter dois arranjos (gêmeos ou não, o que importa é que sejam da mesma altura), um de cada lado da mesa, sob um magnífico lustre, localizado bem ao centro.

Se a mesa for quadrada, a sugestão é colocar um belo arranjo floral no centro da mesa, onde a iluminação pode ser feita de forma lateral, com pequenos focos de luz que caem sobre a mesa.

Falando nessa mistura incrível, existe uma opção diferente e interessante: o lustre e o arranjo unidos em um só. A ideia consiste em pendurar as flores no próprio lustre, podendo explorar uma infinidade de cores, estilos e novas perspectivas de iluminação.

Essa última opção é ideal para eventos grandiosos, como festas de casamento, formatura ou comemoração dos 15 anos.

Deixe um comentário
Compartilhe:
Categorias: Dicas Tags: , ,

Fogos de artifício

Inventada (muito provavelmente) na Ásia, a pirotecnia é a técnica que consiste em usar fogo e explosivos como forma artística e tem papel de garantir o entretenimento das pessoas. Até hoje, é difícil achar alguém que não fique fascinado com a beleza dos diversos shows de fogos de artifício existentes pelo mundo.

O uso da pirotecnia está presente em diversas celebrações, como grandes festas, celebrações de datas especiais e, até mesmo, em apresentações artísticas de gêneros diversos.

Fogos de Artifício

Utilizando a pirotecnia no casamento ou na festa dos quinze anos

Apesar de os shows de fogos estarem mais presentes em celebrações de grande escala, é uma ótima ideia usá-los para festas mais independentes, tais como um casamento ou uma festa de quinze anos.

Um bom conselho antes de verificar a intensidade e a duração do show é analisar alguns aspectos do evento em questão. É importante saber se o público em questão aceitaria bem o uso da pirotecnia e se é uma comemoração de pequeno, médio ou grande porte.

A pirotecnia pode ser usada de várias formas. Nas festas de quinze anos, por exemplo, os fogos podem vir, tanto de dentro, quanto de fora do salão. Uma boa ideia é usá-los quando a aniversariante entra na festa, vindos do fundo do local, de forma interna, onde será realizada a entrada.

O mesmo pode ser feito com os recém-casados em uma festa, por exemplo. Os noivos podem entrar ao som dos fogos explodindo, deixando todos os convidados impressionados.

Quanto ao show de fogos externo, pode ser usado na metade ou no final da festa, com um toque de finalização grandiosa de uma comemoração incrível. A duração do espetáculo pode demorar de acordo com a aceitação do público ou do número de pessoas presentes na festa.

Vale lembrar que o uso dos fogos internos não anula a utilização da pirotecnia externamente. Nesses casos, o primeiro servirá apenas para dar uma introdução do que será a surpresa final.

Questões de segurança

É sempre bom lembrar que um evento que envolve fogo exige uma preparação mais atenciosa que qualquer outro. O local escolhido deve ser apropriado para a realização de tal ato, a origem e o funcionamento dos equipamentos devem ser confiáveis, além de ser necessária a permissão de autoridades e do corpo de bombeiros para eventos nesse estilo.

Não vale a pena deixar que algum acidente estrague a festa de todos. Com um pouco mais de atenção, é possível fazer uma festa maravilhosa e segura, usando e abusando dos fogos de artifício.

Deixe um comentário
Compartilhe:
Categorias: Dicas, Dicas de Casamento
Página 1 de 212

© 2012 Todos os direitos reservados a Vox Ambientações.

Guad Comunicação Interativa Like Marketing Digital